07 agosto 2015

Vale a pena pagar 60 reais em batom da Clinique?



Já contei para vocês em outros posts (aqui e aqui) que eu acho lindo batons bem escuros, pigmentados e chamativos, mas que geralmente eu fico bem tímida em usar por causa do meu aparelho ortodôntico. Mas acontece que depois de 6 anos com essa "ferramenta" toda na boca, começa a ficar um pouco chato abrir mão das coisas apenas por insegurança. Decidi então que ia sim usar batom do jeito que eu gostasse, e tenho feito isso há alguns meses.

No meio de todas as tentativas eu descobri que a textura que me deixa mais confortável é a matte, aquela cobertura bem sequinha que deixa o batom no lugar mais certo. E sempre que eu pesquisava por batons com essa característica eu me deparava com o Long Last Soft Matte da Clinique. Morria de vontade de experimentar, mas não tinha coragem de pagar em torno de R$ 60,00 nele.

Recebi a cor Matte Magenta da marca, morri de felicidades por poder matar minha curiosidade e eis o veredito final: 




Para começar a história: a cor. Não foi uma cor que eu escolhi, pelo contrário! A marca enviou de forma aleatória, e quando chegou eu fiquei alguns minutos apenas olhando aquilo. Gente, vamos falar sério, magenta é muito maravilhoso! E eu, como leiga que sou, ouso dizer que é um tom que combina com todas as mulheres, das mais clarinhas até as negras. 

Fiquei feliz porque o que chegou para mim foi um desafio em meio a minha insegurança.





Depois de tanto admirar a embalagem, bateu aquele pensamento: "será que ele vai ser tão pigmentado ao ponto de manter a cor fiel nos lábios?". SIIIIMMMM! Ele foi, minha gente! A aplicação do produto não é nenhum pouco difícil como costuma ser com outros batons mattes que encontramos no mercado.

O que a marca diz sobre ele:

Com fórmula de longa duração que mantém a aparência de recém-aplicado por várias horas. Não seca e não esfarela. Alta cobertura e um acabamento matte suave e aveludado.Tons vibrantes em uma fórmula “matte”, cremosa, fácil de aplicar e de longa duração. Não resseca e não descama. Textura confortável a para os lábios, em cores intensas.

Realmente a textura é confortável, deixando os lábios lisinhos sem aquele ressecamento ou aspecto craquelado. A duração dele é muito boa, porém não tem uma fixação tão megamente maravilhosa a ponto de continuar firme e forte após comer e beber. Claro, estamos falando de um batom normal e não um milagre embalado.



Sobre o preço, mesmo com todos esses pontos positivos, vale a pena pagar R$ 60,00 em um batom "grifado"? Depois desse meu primeiro contato com a marca, eu pagaria de olhos fechados! Eu penso o seguinte: existem batons no mercado com preço mais acessível? Sim, mas eu ainda não encontrei nenhum com essa mesma textura, mesmo conforto, mesma pigmentação. Claro que eu sou leiga no assunto (ainda), mas marcas nacionais que costumam ser chamadas de "baratinhas" possuem batons que vão de R$ 30,00 a R$ 50,00. Então sim, vale a pena pagar R$ 60,00 na linha Long Last Soft Matte da Clinique.

Você já conhece esse batom? Também gostou dele como eu gostei? Deixa um comentário aí, conta pra gente sobre algum outro produto "carinho" que você paga sem dó por conta da qualidade. Beijos e bom fim de semana!!

OBS: Essa colaboração faz parte da campanha para o The Insiders Brasil. #voudematte #theinsidersbrasil


ME ACOMPANHE NAS REDES SOCIAIS 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário

Postar um comentário

Todos os direitos reservados. imagem-logo